Poesia - Poetando
Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 15 de agosto de 2018.
/ Poesia

Filosofando...


Crio um elo de confiança entre o Ser e o sentir e de mãos postas faço uma reverencia pela vida.

Sabedoria


A sabedoria é uma busca infinita... uma maneira sutil de reencontrar com seu próprio eu... uma viagem que não tem forma... tem apenas motivo!

Acreditar


Os olhos humanos enxergam além do paraíso.. e ir além da própria alma é um desafio que está perto do coração... da coragem...

Conflitos poéticos


O poeta é tão sensível que até o vento que lhe toca a alma é capaz de tocar seus sentidos!

Pensamento


Encontrar o silêncio... Preciso dele... Olhar para dentro.. Esquecer o barulho... Sonhar......

Amar e ser amado!!!


Amor... Amar e ser amado não dói! Mesmo que o abismo da distancia física exista...

Delicadeza...


Delicadeza!!! Sinto muita falta disso... Delicadeza apenas...

Etéreo


Hoje é dia de Fernando Pessoa.... Existe uma única palavra em nossa língua que é ímpar! Nenhum povo consegue entende-la... Só mesmo quem fala português...

Saudade...


Saudade... Infinita saudade... Do tamanho do sentimento... Tão dolorida quanto a lágrima permitida

Hoje e Sempre


Amar é conseguir olhar todas as manhãs para o espelho e sorrir! É viajar nos sonhos coloridos da saudade! É tocar a melhor música e dançar ao sabor do vento...

Suavidade


Sinto um suave toque... Um beijo seu que delicadamente pousa em meu rosto! Sinto uma alegria diferente... Olho para "nossa" casa...

Cumplicidade...


Ouço nossa música tocando... E a certeza que a vida é aqui e além! Sinto um abraço apertado... Um sorriso cumplice... Um momento nosso...Meu!

Sopro


A vida é um sopro! Um divino sopro... Numa curva o encontro...

Brinde...


No azul da lua despeço-me da madrugada que chega! Silêncio... Poesia... Vibrar com o sentir!!!

Acolhimento


Ninho! Acolhimento! Escorrego no arco-íris... Brinco de carrossel... Um algodão doce... Um sorriso sedutor...

Infinito...


Não tem lua! Mas, tem amor... Não tem corpo! Mas, tem brinde... Não tem cor! Porque é infinitamente colorido!

Não sinta-se só....


Não sinta-se só... O banco cabe mais do que a saudade... O infinito mar de nuvens espreitam nossos melhores poemas... Preparo-me para deitar em seu colo e adormecer na infinidade do amor maior!

Meia idade...


Um desejo... Um olhar... suave como a meninice! ousado como a adolescencia! maduro como a meia-idade!

Sonhos...


Sonhos... Viajo nos seus... encontro-me nos meus! Busco verdades, mas, qual quê prefiro viver! Busco ilusões... De nada adiantam...

Juntos...


Dormir... Sonhar... Acreditar.... Certeza que cada um tem uma missão.... Juntos somos fortes....

Ser feliz...


As vezes me pergunto.... Será que é bom ser uma eterna buscadora? Deve existir um motivo prá nascer assim....

Pensares


Pensando apenas.... Sonhando.... Acreditando.... Sentindo....

Portas


Portas... Infinitas portas... Infinitas possibilidades...

Taça


A vida é uma taça.... Escolhemos o que beber.... Pode ser uma sobremesa.... Escolhemos qual...

Percepção


Já percebeu que a vida sorri? Sentiu a doçura da brisa? A ternura das nuvens? A suavidade das gotas de chuva?

Feche os olhos....


Ouse... ouse fechar os olhos... ouse ouvir a vóz do silencio...

Amando...


Existe uma tênue linha... Entre viver... ver... sonhar... Existe uma magia... Entre sentir e realizar...

Sonho...


A suavidade do seu perfume enleva E adoça o ar que como brisa de outono Agasalha meu coração...

Muito tudo... muito nada!


Meus olhos procuram os teus... O porto seguro... Tão azuis quanto as profundezas da alma...

Pulsante


Pulso... Pulsa... Coração... Mente...

Silêncio


Aqui e ali ouço o murmúrio do nada... A escuridão... A explosão de formas e cores...

Simples...


Gosto da vida que aparece do nada! Do poema escrito pelo singelo... Da alma que ainda brilha nos olhos das pessoas simples!

Always...


Sempre o mesmo sonho... o mesmo desejo... a mesma espera irritante! A mesma desilusão...

Rosa Azul


Apenas uma rosa... de preferencia... azul...

Voar


Viver e como voar pelo infinito céu azul com pantufas macias recheadas de sonhos coloridos! Sonhos são pontinhos de luz no firmamento...

Sem cor...


A poesia perde a cor... Ao redor encontra dor... A infelicidade tornou%u2014 se o bordão da vez...

Paz...


Paz... Aquela cor meio rosada que apenas nasce no coração! Paz...

Mudar...


Viver! Acreditar! Aquela inquietação de mudar...

Caos


Voar na deliciosa calmaria do caos! Afinal, só o caos interior leva a algum lugar totalmente desconhecido!

Outono


Tempo de renovação... Tempo de mudar as folhas da alma...

Lua


A lua ilumina a pele alva...

Embriagues...


Bebo da taça da vida!!!

Nasci


Nasci poeta... Doçura...

Sonhar


Escreva-me!
helena.fraga@uol.com.br
fragance38@hotmail.com
Mande um whatsapp (13) 97420-8576
Vamos fazer uma vida em poesia...
Vamos fazer poesia da vida!!!
Rede Corporativa e-Solution Backsite